top of page

A Frente Vitória Popular em 2023


Saudações Rubro-Negras,


O Conselho Deliberativo do Esporte Clube Vitória promove hoje (31/01) a sua primeira reunião deste ano e nós da Frente Vitória Popular estaremos representados pelos novos conselheiros e conselheiras eleitos no pleito de setembro passado. Estes rubro-negros e rubro-negras terão ao longo dos próximos três anos uma missão importante e muito objetiva: fiscalizar o Conselho Gestor e apontar situações onde o Estatuto Social seja descumprido ou corra esse risco.


É claro que, para nós, a necessidade de ter que levantar a mão para apontar alguma inconsistência na gestão é o cenário menos desejável. Sabemos do momento delicado que o Vitória atravessa e de como o desrespeito aos regimentos internos, o personalismo e os interesses pessoais têm prejudicado o clube ao longo dos últimos anos. Por isso, desejamos ao Conselho Gestor um mandato de avanços e conquistas, pautado pela transparência, pelo profissionalismo e pela união dos torcedores do clube. Nós da Frente Vitória Popular, não nos furtaremos em cumprir nossa missão estatutária, como também estaremos sempre à disposição para apoiar o Esporte Clube Vitória no que estiver ao nosso alcance.


Para tanto, disponibilizaremos ao presidente do Conselho Gestor, Fábio Mota, e ao vice-presidente, Djalma Abreu, uma cópia de nosso plano de gestão, que foi construído cuidadosamente para contemplar todos os torcedores e torcedoras do clube. Este gesto de colaboração tem por objetivo oferecer à gestão do clube diferentes pontos de vista e demonstrar que estamos, de fato, dispostos a contribuir com a recuperação do Esporte Clube Vitória.


Sabemos que o ano de 2023 começou com algumas expectativas positivas para o futebol após o suado acesso conquistado no Campeonato Brasileiro e o extenso tempo para montagem e preparação do elenco. E assim como todos os torcedores, estamos frustrados pelos resultados alcançados até o momento. Fora a classificação necessária para a fase de grupos da Copa do Nordeste, o desempenho na Copa São Paulo de Futebol Jr. e no Campeonato Baiano são decepcionantes.


Nós, rubro-negros e rubro-negras, conselheiros e não conselheiros, sócios e não sócios, frequentadores ou não do Barradão, temos o direito de expressar o nosso descontentamento, e assim devemos fazer sempre que necessário. Mas cientes de que o Vitória é maior do que um momento ruim e que muito além das críticas, ele precisa de nós, unidos, para se reerguer. Afinal, como diz a nossa canção favorita, “o teu pavilhão nós vamos erguer, seremos Vitória até morrer”.


Por um 2023 de Vitória!

Comments


  • Twitter
  • Instagram
  • Facebook
bottom of page