NÃO PINTEM O GENOCÍDIO COM AS NOSSAS CORES!


Pesquisas recentes mostram que a grande maioria dos soteropolitanos desaprova o governo genocida de Bolsonaro. Essa rejeição tem muitas origens e vem desde a eleição, quando Bolsonaro teve apenas 31% dos votos válidos em Salvador. Um presidente que menospreza os nordestinos, as vidas dos mais pobres, ameaça a democracia e retira diretos dos trabalhadores não poderia ter de nós outra coisa a não ser o desprezo.


Nós, torcedores rubro-negros, estamos incluídos neste grupo de cidadãos que desaprova o governo Bolsonaro, ainda mais agora, diante das medidas desastradas e negacionistas adotadas para lidar com a crise sanitária e da defesa cada dia mais exacerbada do golpe de Estado. Presenteá-lo com a nossa camisa, feito realizado por um deputado do PSL do Rio Grande do Sul, é uma afronta para nós!


Pior do que isso, entretanto, é o dirigente máximo do clube ter gostado da ideia ao afirmar que “[Bolsonaro] estar com a camisa do Vitória é motivo de importância para nós. A imagem só se potencializa. Tem amplo prestígio popular”. Não, Paulo Carneiro, vestir um genocida com as nossas cores não é motivo de orgulho e só degrada a imagem do clube.


Por isso, nós, torcedores dos coletivos abaixo-assinados, repudiamos o deputado gaúcho do PSL por se passar por nosso representante e também o presidente do EC Vitória por continuar atrelando a imagem do clube a esse governo que leva o país rapidamente para a pior crise da nossa história. Quem continuar legitimando o atual presidente da República entrará para a História da pior forma possível. Nós, torcedores rubro-negros, estaremos do outro lado, defendendo a democracia e as vidas das pessoas.


Salvador, 21 de maio de 2020.


Brigada Marighella

Frente Vitória Popular

Elas Na Bancada

ECVideos

As Rubro-Negras

NêgoCast

VitoriAju

Memórias do Leão

Irônicos do Barradão

Somos Vitória

Resenha do Leão