POSICIONAMENTO DA FRENTE VITÓRIA POPULAR ACERCA DOS CONSECUTIVOS ADIAMENTOS DA REFORMA DO ESTATUTO

CHEGA DE MANOBRAS, RESPEITEM A INSTITUIÇÃO!!!

Prezada torcida e associação do Esporte Clube Vitória,

Com grande pesar e indignação, a Frente Vitória Popular vem a público - mais uma vez - repudiar a postura dos mandatários do clube.

Convocamos os rubro-negros comprometidos com o futuro do clube a avaliar o que ocorre.

Ontem, 4 de novembro, voltamos a ser surpreendidos com mais uma explícita demonstração de desapreço pela instituição, pela sua democracia e pela sua modernização. Pela 3ª vez consecutiva foi encerrada sem quórum, a reunião que previa o encaminhamento da reforma do estatuto

Então viemos a público denunciar tudo que tem sido feito, por partes:

1 - Reunião de 26/8/19: Adiamento irregular da AGE de reforma do Estatuto.

A primeira manobra, devidamente denunciada por nós, além de promovida por um diretor (que não podia participar da reunião), também representou uma ilegalidade, uma vez que o Conselho Deliberativo não tem o poder de alterar uma decisão de uma Assembléia. A alegação foi "falta de quórum". Mais detalhes sobre essa denúncia no link: https://twitter.com/ecvpopular/status/1166537941474320384

1.2 - Esvaziamento e falta de quórum na reunião de 26/08/19

Na ocasião de ontem - e com alguns relatos recebidos - ficamos sabendo da orientação de ESVAZIAMENTO da reunião, feita por lideranças da chapa Vitória Gigante a alguns dos seus membros eleitos.

São denúncias graves que expõem uma manobra. Com 87 conselheiros, menos da metade da chapa Vitória Gigante tem se feito presente, provocando a falta de quórum mínimo para deliberação. Tem sido recorrente a manifestação de insatisfação daqueles que comparecem com frequência.

2 - Nova falta de quórum na reunião do dia 07/10.

Novamente fomos surpreendidos com grande esvaziamento da reunião, e novo adiamento do encaminhamento da reforma do estatuto (lembrando que esse adiamento da AGE já havia sido irregular). Remarcação para 22/10, mas realização 28/10.

3 - Mais uma reunião sem quórum no dia 28/10:

Se apressando para imputar culpa aos outros, o presidente do Conselho Deliberativo, alegou que a falta de 6 conselheiros (necessário para atingir o quórum) era culpa das outras chapas. Entre os ausentes estavam 8 membros vitalícios que apoiaram a Vitória Gigante.

Em outras redes sociais também foram vistas lideranças da chapa majoritária culpando "a oposição" de faltar à reunião. Sejamos claros: a Vitória Gigante sozinha é capaz de atingir o quórum, sequer sendo necessária a presença de membros eleitos por outras chapas. O que ficou evidente nessa ocasião foi o total DESINTERESSE dos integrantes da chapa majoritária, que controla o Conselho Deliberativo, o Conselho Diretor e o Conselho Fiscal, de realizar a reforma do estatuto. Por que isso? Pelo que aconteceu na última reunião, dia 04/11.

4 - Encerramento apressado da reunião de 04/11/19:

Rápido encerramento de reunião, impedindo que conselheiros pudessem assinar presença. Só dá FVP foram 4 prejudicados, para além de outros conselheiros que chegaram dentro do horário de tolerância, mas a lista estava recolhida às 19h, sem tolerância, mesmo com pedidos dos presentes para que aguardassem a chegada de conselheiros que já estavam a caminho, o presidente Fábio Mota deu por encerrada a reunião com apenas 3 minutos.

Diante de todo o exposto acima, entendemos que há uma posição explícita das lideranças da chapa majoritária para impedir o andamento da reforma do estatuto.

i. com clara obstrução dos trabalhos;

ii. descumprindo determinações estatutárias;

iii. desrespeitando a decisão dos sócios presentes na própria Assembleia que, corretamente, antecipou as eleições do Clube;

iv. criando subterfúgios para não permitir o funcionamento independente do conselho deliberativo frente ao conselho diretor.

Ao mesmo tempo que recebemos relatos de que houve orientação de esvaziamento das reuniões para alguns conselheiros, também testemunhamos falas abertas de lideranças da majoritária de que a reforma do estatuto deveria "esperar o time subir". Um absurdo!!! O grupo majoritário no Conselho Deliberativo do Vitória atua diretamente contra um processo fundamental para a modernização e crescimento da instituição, condicionando esse processo ao seu sucesso da sua gestão. Os poderes são independentes, e os avanços não podem parar por causa dos maus resultados.

Com isso, abrimos todos os possíveis canais de diálogos dos conselheiros eleitos pela chapa Vitória Gigante que não são coniventes com essas ações. Acreditamos que muitos são os rubro-negros comprometidos com o crescimento do clube e que não compactuam desses atos de desrespeito.

Percebemos que muitos são os conselheiros eleitos que não pretendem endossar essas manobras e desrespeitos ao estatuto e às decisões soberanas da Assembleia de Sócios. E acreditamos que esses são indispensáveis para não deixar o Vitória retroceder nesse momento tão importante.

Pretendemos realizar espaços abertos de discussão sobre o clube, o aprimoramento de seus mecanismos de fiscalização e transparência, de sua profissionalização. Entrem em contato para que possamos fortalecer essa luta por um Vitória maior.

Frente Vitória Popular

  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook