Reunião do Conselho Deliberativo traz novas informações das negociações de Caicedo e Diego Rosa

Por Diogo Lima, Arena Rubro-Negra

Foto: Marcello Góis / Arena Rubro-Negra

Na manhã deste sábado (10) ocorreu mais uma reunião do Conselho Deliberativo, de forma virtual, para discutir dois tópicos principais conforme a convocação feita por Fábio Mota, presidente do órgão rubro-negro: apreciação do relatório do Conselho Diretor através do Conselho Fiscal das contas de 2020 e análise e debate do relatório inicial da Comissão Processante, além de eventuais dificuldades da comissão para realizar o relatório.

Como questão de ordem, o primeiro tópico foi o julgamento das contas de 2020. Jailson Reis, presidente do Conselho Fiscal do clube, pediu que a votação para julgamento as contas pelos conselheiros ocorresse na data de 21 de agosto, para que a análise seja feita de forma integral, já que, segundo apurou a reportagem do Arena Rubro-Negra, o Conselho Diretor (através de Paulo Carneiro) reclassificou algumas contas de 2019.


Dessas principais dificuldades da análise e reclassificação, estão as negociações do atacante Jordy Caicedo e do meia Diego Rosa. O primeiro caso, por exemplo, o departamento jurídico do clube na época não teve acesso ao contrato de compra de Caicedo e, portanto, não chegou ainda ao Conselho Fiscal. A maioria não teve análise do jurídico e, acredita-se, que houve contratos que estavam sem assinatura.

O caso de Diego Rosa está atrelado à negociação de Jordy Caicedo. Explicando: a diretoria rubro-negra tomou um empréstimo com a empresa Magnum, que o seu dono também é o responsável direto pela empresa Gold Sports, no valor de 150 mil euros, quantia esta para adiantar a vinda de Jordy do clube equatoriano. Como garantia desse empréstimo, o Vitória negociou metade da porcentagem que tinha direito de Diego Rosa: logo, deixou 15% para a empresa.

A Gold Sport, bem como a empresa Magnum, pertencem a Roberto Graziano que tem longa história em administrar clubes principalmente do interior paulista. A empresa agencia alguns jogadores que passaram pelo rubro-negro nos últimos três anos como o volante Romisson, o atacante Ítalo Barbosa, o zagueiro Pedro Moraes, o volante Rodrigo Andrade, o meia-atacante Mateusinho e até mesmo Osmar Loss, que teve uma passagem como técnico rubro-negro em 2019.

Vale salientar que as duas principais equipes que a empresa administrou foi Guarani e atualmente administra o São Bernardo. Ambos clubes fazem parte da carreira dos jogadores citados acima (ou um dos clubes de alguma forma), o último, por exemplo, foi o empréstimo de Mateusinho ao São Bernardo para a disputa do Paulista 2021.

Segundo apuração da reportagem do Arena Rubro-Negra, o valor que deveria ser repassado através dessa empresa “parceira” do clube, não chegou ao clube equatoriano, gerando até uma causa na FIFA reclamada pelo El Nacional. E, como sabido, Jordy Caicedo acabou rescindindo contrato com o Vitória para atuar no CSKA Sofia da Bulgária, conseguido judicialmente alegando atrasos salariais.

Foram essas questões que fizeram com que o Conselho Fiscal pedisse mais tempo para fornecer um relatório e ter acesso a mais documentos. Assim deve ficar marcado pro dia 21 de agosto uma nova reunião do Conselho Deliberativo para apreciar e julgar o relatório que será apresentado com todas essas informações e mais que poderão surgir.

  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook